Bolsonaro determina que seja mantida segurança de Moro

O ex-juiz pediu demissão do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública na última sexta-feira (24) e acusou interferência política na Polícia Federal

Na imagem, ex-ministro de Justiça e Segurança Pública Sergio Moro

Na imagem, ex-ministro de Justiça e Segurança Pública Sergio Moro

MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) determinou que a segurança do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro seja mantida mesmo após o ex-juiz da Lava Jato pedir demissão do cargo na última sexta-feira (24).

A informação foi confirmada via telefone pela assessoria de imprensa do GSI (Gabinete de Segurança Institucional). 

Leia mais: Governo avalia separar Ministério da Justiça e Segurança Pública

O R7 Planalto também questionou por quanto tempo a segurança será mantida, mas ainda não obteve resposta.