R7 Planalto Bolsonaro diz que liberação de saques do FGTS precisa de ajustes

Bolsonaro diz que liberação de saques do FGTS precisa de ajustes

Presidente disse que "ainda não foi batido o martelo" e que saque do Fundo deve ser anunciado nesta quinta-feira (18)

FGTS

Bolsonaro: liberação de FGTS depende de ajustes

Bolsonaro: liberação de FGTS depende de ajustes

Alan Santos/PR - 17.7.2019

O presidente Jair Bolsonaro disse que liberação de contas ativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) deve ser anunciada nesta quinta-feira (18), mas que ainda faltam "alguns ajustes".

"[Saque do FGTS] deve ser anunciado hoje, porque ainda não foi batido o martelo. Se não foi batido o martelo, faltam alguns ajustes", afirmou. 

Embaixada dos Estados Unidos

Bolsonaro comentou sobre a possível indicação de seu filho Eduardo Bolsonaro para assumir a embaixada do Brasil em Washington, nos Estados Unidos. 

"Você tem que ver o seguinte: é legal? É. Tem algum impedimento? Não tem nenhum impedimento por ser meu filho. Atende o interesse público? Qual o grande papel do embaixador? Não é o bom relacionamento com o chefe de Estado do outro país? Atende isso? Atende", afirmou. 

O presidente disse que não entende a "pressão toda em cima" do filho. "Dentro dos quadro de indicações políticas, que vários países fazem isso, e é legal fazer no Brasil também", diz. 

Inclusão de autistas no BPC

Bolsonaro disse que não se opõe a inclusão de autistas no Censo 2020, mas que a situação é complexa. "A pessoa que vai fazer o Censo, qual o preparo dela para dizer se a pessoa é autista ou não. Vai acreditar no pai?. Confio em todo mundo, pelo amor de Deus, mas a partir do momento que se vislumbra essa possibilidade, vai ter gente que vai responder que sim", disse. 

O presidente enfatiza que é importante encontrar mecanismos para combater fraudes na hora de concessão de benefícios, como o BPC (Benefício de Prestação Continuada de Assistência Social).

"Você tem que ter um critério que não é apenas ser recenseador. Depois ver quem sofre de autismo ou não e ver em que condições se enquadra. Após o Censo vai vir a pressão para outro beneficio. Não sou contra, se tiver recurso", afirmou. 

Enquanto conversava com os jornalistas, Bolsonaro teve uma discussão com cidadãos que protestavam em frente ao Palácio do Planalto pedindo pela inclusão dos autistas no Censo. "Não vou mais parar aqui quando tiver protesto", disse.