R7 Planalto Brasileiros se dividem sobre importância da Ancine, diz pesquisa

Brasileiros se dividem sobre importância da Ancine, diz pesquisa

De acordo com o Instituto Paraná Pesquisas,  46,8% consideram a agência importante ou muito importante e 44,7%  pouco ou nada importante

Bruna Surfistinha, estrelado por Deborah Secco,  foi criticado por Bolsonaro por ter recebido dinheiro público

Bruna Surfistinha, estrelado por Deborah Secco, foi criticado por Bolsonaro por ter recebido dinheiro público

Divulgação/Imagem Filmes

Os brasileiros se dividem sobre a importância para o País da Ancine, a Agência Nacional de Audiovisual. De acordo com pesquisa feita pelo Instituto Paraná Pesquisas,  46,8% consideram a agência importante ou muito importante. Já 44,7%  consideram pouco ou nada importante. 8,5% dos entrevistados não sabem ou não responderam. 

O instituto também perguntou sobre a mudança da sede da agência do Rio de Janeiro para Brasília. O presidente Bolsonaro já disse que fará a mudança por meio de decreto. Sobre a mudança, 47% dos entrevistados disseram ser contrários à mudança de sede. Outros 31,1% disseram concordar com a mudança e 22% não sabem ou não responderam. 

A Ancine tem sido alvo de críticas e de mundanças por parte do presidente Jair Bolsonaro. Na semana passada, ele disse que se a diretoria da agência não tivesse mandato, todos já teriam sido substituídos (degolados foi o termo usado pelo presidente). O presidente também critica o financiamento público de produções com conteúdo que ele considera impróprio, ligados a sexualidade. 

Apesar das críticas ele diz que não irá impor censura no cinema brasileiro.

Para a pesquisa, foram entrevistados 2.082 brasileiros maiores de 16 anos em 174 municípios nas 27 unidades da federação. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas telefônicas entre os dias 05 e 09 de agosto. O grau de confiança é de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente dois pontos percentuais. 

Últimas