R7 Planalto Câmara: líder quer teto de arrecadação na reforma tributária

Câmara: líder quer teto de arrecadação na reforma tributária

Arthur Lira extinguiu relatório apresentado e Casa se prepara para nova discussão. Governo quer mudança fatiada

Na imagem, deputado Igor Timo (Podemos-MG)

Na imagem, deputado Igor Timo (Podemos-MG)

Reprodução Câmara dos Deputados

O líder do Podemos na Câmara dos Deputados, Igor Timo (MG), articulará com demais lideranças para incluir na reforma tributária proposta que limita a arrecadação de tributos no país em 25% do PIB (Produto Interno Bruto).

O presidente Arthur Lira (PP-AL) extinguiu a comissão de reforma tributária, que discutia a proposta. Com o ato, o relatório apresentado na última terça-feira (4) pelo deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), não terá validade. O texto, contudo, poderá ser aproveitado na nova discussão.

Agora, a Casa inicia novamente o debate. A intenção do governo é fatiar a reforma tributária e voltada a tributos federais. Sendo, na primeira fase, a unificação do PIS e Cofins.

Na visão de Timo, o país precisa avançar na criação de um teto tributário. “Com esse limitador, teremos segurança jurídica para atrair novos investimentos e retomar a geração de empregos”, argumenta. Em 2020, 25% do PIB representou R$ 7,0 trilhões.

Últimas