Novo Coronavírus

R7 Planalto Casa Civil lista 23 pontos esperados pelo governo na CPI da Pandemia

Casa Civil lista 23 pontos esperados pelo governo na CPI da Pandemia

Documento foi enviado para 13 ministérios, entre eles Saúde e Economia. Pasta disse que o arquivo "mostra apenas o óbvio"

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, presidente Jair Bolsonaro

Na imagem, presidente Jair Bolsonaro

Adriano Machado/ REUTERS 08.04.2021

Um documento elaborado pela Casa Civil e enviado a 13 ministérios cita 23 pontos que podem ser investigados na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investigará supostas omissões do governo federal no combate à pandemia de covid-19.

Confira, abaixo, os 23 pontos:

- Governo foi negligente com processo de aquisição e desacreditou eficácia da Coronavac;
- Governo minimizou a gravidade da pandemia;
- Governo não incentivou a adoção de medidas restritivas;
- Governo promoveu tratamento precoce sem evidências científicas comprovadas;
- Governo retardou e negligenciou o enfrentamento à crise no Amazonas;
- Governo não promoveu campanhas de prevenção à Covid-19;
- Governo não coordenou o enfrentamento à pandemia em âmbito nacionalmente;
- Governo entregou a gestão do Ministério da Saúde, durante a crise, a gestores não especializados (militarização do MS);
- Governo demorou a pagar auxílio emergencial;
- Ineficácia do Pronampe;
- Governo falhou na implementação da testagem (deixou vencer testes);
- Falta de insumos diversos (kit intubação);
- Atraso no repasse de recursos para os Estados destinados à habilitação de leitos de UTI;
- Genocídio de indígenas;
- Governo atrasou a instalação do Comitê de Combate à Covid;
- Governo não foi transparente e nem elaborou um Plano de Comunicação de enfrentamento à Covid;
- Governo não cumpriu as auditorias do TCU durante a pandemia;
- Brasil se tornou o epicentro da pandemia e ‘covidário’ de novas cepas pela inação do governo;
- Gen. Pazuello, Gen. Braga Netto e diversos militares não apresentaram diretrizes para o combate à Covid;
- Presidente Bolsonaro pressionou Mandetta e Teich para obrigá-los a defender o uso da hidroxicloroquina;
- Governo recusou 70 milhões de doses da vacina da Pfizer;
- Governo federal fabricou e disseminou fake news sobre a pandemia por intermédio de seu gabinete do ódio.

O documento foi encaminhado para 13 ministérios, entre eles Saúde, Defesa, Economia e Relações Exteriores. O R7 Planalto apurou que a Casa Civil está coordenando o trabalho de defesa do governo na CPI e pediu para que as pastas preparem a defesa sobre as 23 possíveis acusações.

Em nota, a Casa Civil confirma a autoria do documento e disse que "mostra apenas o óbvio". "Obviamente, diante da CPI da covid-19 no Senado Federal, nada mais natural que a Casa Civil reunir todos os dados e números de maneira a esclarecer qualquer questionamento feito no âmbito da comissão, além de se preparar para desmentir narrativas mentirosas que visem apenas atingir e desacreditar o Governo Federal", argumenta.

Últimas