R7 Planalto Caso dólares na cueca: sentença exime deputado José Guimarães 

Caso dólares na cueca: sentença exime deputado José Guimarães 

Decisão extingue a culpabilidade do parlamentar. Assessor foi preso com dólares na cueca no Aeroporto de Congonhas em 2005

  • R7 Planalto | Mariana Londres, do R7, em Brasília

Caso dólares na cueca: sentença exime deputado José Guimarães

Caso dólares na cueca: sentença exime deputado José Guimarães

Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O juiz federal Danilo Fontenele Sampaio, da 11ª Vara Federal do Ceará, encerrou o processo que envolvia o deputado federal José Guimarães (PT-CE) no caso que ficou conhecido como “dólares da cueca”. A sentença, extinguiu a punibilidade após 16 anos sem que fosse possível comprovar participação criminosa do parlamentar, eximindo o deputado de envolvimento no caso. 

Panela, cueca e calcinha! Políticos são criativos pra esconder a grana

Em 2005, um assessor do deputado foi preso no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, com dinheiro escondido na cueca e em uma mala de mão. A suspeita do Ministério Público era de que o parlamentar pudesse estar envolvido, o que nunca foi comprovado.

Para o advogado do parlamentar, Marcelo Leal, a decisão encerra definitivamente o caso.

"Depois de 16 anos o Estado não conseguiu comprovar nenhuma participação de José Guimarães, que já havia sido inocentado anteriormente em decisão de mérito de ação de improbidade perante o Superior Tribunal de Justiça(STJ). Esta decisão vem colocar fim a 16 anos de angústias e injusta condenação pública de alguém que sempre se mostrou inocente".

Últimas