R7 Planalto Caso Joice: polícia diz que câmeras não mostram entrada de estranho

Caso Joice: polícia diz que câmeras não mostram entrada de estranho

A investigação foi enviada para o MPF. Caberá ao procurador-geral da República oferecer ou não a denúncia à Justiça Federal

Na imagem, hematomas no rosto de Joice

Na imagem, hematomas no rosto de Joice

Youtube/ Reprodução - montagem R7

O Depol (Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados) informou, nesta terça-feira (27), que não foi identificada a entrada de nenhuma pessoa estranha no apartamento da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), que alega ter sofrido atentado.

A polícia realizou perícia em 16 câmeras do prédio onde se localiza o apartamento funcional de Joice em Brasília pelo período de quinta (15) a terça-feira (20), momento em que a parlamentar teria saído para o hospital.

O caso foi enviado para o MPF (Ministério Público Federal). Caberá ao procurador-geral da República oferecer ou não a denúncia à Justiça Federal. 

Joice, que apareceu com hematomas no rosto e na coluna, afirma ter sido vítima de um atentado. No último domingo (18), acordou deitada numa poça de sangue em seu apartamento em Brasília, mas conta que não se lembra do que ocorreu e pediu investigação da polícia legislativa sobre o episódio.

A Câmara dos Deputados esclareceu que há segurança nos locais onde se localizam os apartamentos funcionais dos parlamentares. “Os prédios possuem vigilância armada e porteiros, ambos 24 horas por dia, 7 dias por semana.  Além disso, há câmeras de segurança e rondas ostensivas, com viatura caracterizada”, disse.

Últimas