Cidade chinesa e Guarulhos fazem teleconferência sobre a covid-19

Nove profissionais de saúde de Yiyang e cinco funcionários do município paulista trocaram experiência sobre o combate à pandemia

Cidadão chinês usando roupa protetora: país soube conter avanço do vírus

Cidadão chinês usando roupa protetora: país soube conter avanço do vírus

Roman Pilipey / EFE-EPA - 8.4.2020

A pedido da prefeitura de Guarulhos, nove profissionais de saúde da cidade de Yiyang, localizada no centro da China, participaram de videoconferência com cinco funcionários do município paulista envolvidos no combate à covid-19.

Uma das médicas chinesas destacou a necessidade de medidas como bloqueio social em comunidades com casos confirmados e amplo mapeamento epidemiológico. Segundo a experiência chinesa, essas são as melhores ações para impedir a propagação da epidemia.

A reunião online foi feita com a intermediação da Câmara de Desenvolvimento Econômico e Cultural Brasil-China – que contou com dois participantes durante o encontro virtual.

Xie Lizhi, médica-chefe do Centro para Controle e Prevenção de Doenças de Yiyang, introduziu as experiências de prevenção e controle comunitários da cidade, detalhando as principais medidas e realizações.

Segundo Xie, para as comunidades com casos confirmados, desinfecção total e detecção de ácido nucleico devem ser rapidamente implementadas. Enquanto nas áreas sem infecção confirmada, é necessário estabelecer um sistema de trabalho de prevenção, classificar níveis de controle nas diferentes regiões e registrar as informações dos residentes.