R7 Planalto Congresso deve ter 3 CPIs para investigar tragédia em Brumadinho

Congresso deve ter 3 CPIs para investigar tragédia em Brumadinho

Deputados e senadores não chegaram a acordo para instalação de uma única comissão para apurar causas do rompimento da barragem da Vale

CPI Brumadinho

Parlamentares articular CPIs para investigar rompimento de barragem da Vale

Parlamentares articular CPIs para investigar rompimento de barragem da Vale

Marcos Oliveira/Agência Senado 01.02.2019

O  Senado deve instalar nesta terça-feira (12) a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar o rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), de propriedade da mineradora Vale.

O autor do pedido é o senador Otto Alencar (PSD-BA), que não está sozinho na iniciativa.Na Câmara, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) apresentou pedido de instalação de CPI logo após o rompimento da barragem.

Já o PSDB, MDB, PRB, PSL e PR pedem a criação de uma CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito), que juntaria deputados e senadores.


O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), tentou articular a instalação de apenas um comissão, com a participação de parlamentares das duas Casas, mas até agora não conseguiu acordo.

Diante disso, a CPI no Senado deve ser instalada nesta terça-feira, com 11 titulares e sete suplementes. O prazo para as investigação é de 180 dias.

Também nesta terça,  a comissão externa da Câmara que acompanha os desdobramentos do rompimento da barragem da barragem da Vale faz mais uma reunião.