STF

R7 Planalto Congresso não permitirá retrocessos, afirma Pacheco

Congresso não permitirá retrocessos, afirma Pacheco

Em meio à crise institucional, senador disse que patriotas são aqueles que unem o país, e não os que querem dividi-lo

Na imagem, presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

Na imagem, presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG)

Jefferson Rudy/Agência Senado - 29.06.2021

Em meio à crise institucional, o presidente Rodrigo Pacheco (DEM-MG) afirmou nesta segunda-feira (16) que o Congresso não permitirá retrocessos e patriotas são os que unem o país, e não os que querem dividi-lo.

“Portanto, é recomendável, nesse momento de crise, mais do que nunca, a busca de consensos e o respeito às diferenças. Patriotas são aqueles que unem o Brasil, e não os que querem dividi-lo”, afirmou Pacheco.

“Os avanços democráticos conquistados têm a vigorosa vigilância do Congresso, que não permitirá retrocessos”, completou.

A declaração do presidente do Congresso ocorre em meio à crise institucional entre os Poderes Executivo e Judiciário. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tem feito ataques as instituições, democracia e ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.

O conflito entre os Poderes foi movido pela defesa do titular do Executivo pela PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do voto impresso, derrotada por uma comissão especial e depois pelo plenário da Câmara dos Deputados.

No último sábado (14), Bolsonaro afirmou que vai levar ao presidente do Senado um pedido de abertura de processo contra os ministros Barroso e Moraes – os senadores reagiram com críticas e o STF não pretende se manifestar sobre a ameaça.

Pacheco argumenta que o diálogo entre os Poderes é fundamental e que não podemos abrir mão dele. “Fechar portas, derrubar pontes, exercer arbitrariamente suas próprias razões são um desserviço ao país”, disse.

Últimas