Coronavírus: Presidente da CCJ defende testes em massa

Brasil tem 136 mortes por Covid-19 e número de casos chega a 4.256, de acordo com balanço dado pelo Ministério da Saúde no último domingo (29)

Coronavírus: Presidente da CCJ defende testes em massa

Coronavírus: Presidente da CCJ defende testes em massa

Jefferson Rudy/Agência Senado

A senadora Simone Tebet (MDB-MS), presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), defendeu na noite deste domingo (29) o teste em massa do novo coronavírus.

“Subnotificação vai matar a quarentena. 22 mortes com “apenas” 352 novos casos em 24h?” questionou. “Sem os números reais, a população não vai entender porque tem que ficar em casa, correndo risco de perder emprego e, muitos, já com falta de comida.” Por isso, defende o “teste para todos urgente”.

De acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, o país tem 136 mortes por Covid-19 e número de casos chega a 4.256. A taxa de moralidade por coronavírus no Brasil é de 3,2%.

O teste em massa para detectar o coronavírus foi uma das medidas adotadas pela Alemanha, quinto país com o maior número de infecções no mundo, mas que apresenta baixo número de mortes – a identificação precoce de portadores do vírus retarda a propagação da doença.