R7 Planalto Corregedor convoca reunião com redes sociais sobre fake news

Corregedor convoca reunião com redes sociais sobre fake news

Ministro Luís Felipe Salomão vai discutir a aplicação da determinação que canais não repassem recursos a canais de desinformação

  • R7 Planalto | Clébio Cavagnolle, da Record TV

Ministro Luís Salomão vai discutir a aplicação da determinação que canais não repassem recursos para  desinformação

Ministro Luís Salomão vai discutir a aplicação da determinação que canais não repassem recursos para desinformação

STJ/Divulgação - 08.08.2018

O corregedor-geral eleitoral, ministro Luís Felipe Salomão, marcou para esta quinta-feira (23) uma reunião com os representantes das plataformas digitais YouTube, Twitch, Twitter, Instagram e Facebook para discutir a aplicação da determinação que suspendeu os repasses financeiros a canais ou contas que disseminam notícias falsas.

A ordem foi do próprio Salomão, que em 16 de agosto determinou que as redes suspendessem os repasses de recursos da monetização à páginas ou canais que foram identificadas como disseminadoras de fake news.

O inquérito foi aberto depois de uma live de Bolsonaro em que o presidente disse que havia suspeitas de fraudes nas urnas eleitorais sem, no entanto, apresentar qualquer indício.

A decisão foi dada a pedido da delegada da Polícia Federal Denise Dias Rosas, que auxilia as investigações do processo. Os valores arrecadados deverão ser direcionados a uma conta judicial vinculada à corte eleitoral.

A investigação foi aberta após diversas falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que, sem apresentar provas, afirmou várias vezes que teria havido fraude nas urnas eletrônicas usadas para as eleições de 2018.

Últimas