R7 Planalto Correios da China não enviam sementes, diz Embaixada

Correios da China não enviam sementes, diz Embaixada

Em nota, representação diplomática diz que cumpre proibição de não postar sementes e aponta indícios de fraudes em etiquetas 

Pacotes com sementes não-identificadas nos EUA

Pacotes com sementes não-identificadas nos EUA

Depto de Agricultura de Washington via Reuters - 28.7.2020

A Embaixada da China se manifestou, por meio de nota, sobre os pacotes com sementes que brasileiros vem recebendo sem ter solicitado ou comprado pelos Correios. De acordo com a representação diplomática, uma verificação preliminar constatou que as etiquetas de endereçamento apresentam indícios de fraude, com erros no código de rastreamento e em outros dados.

Nos Estados Unidos também foi relatado o recebimento de sementes pelos Correios sem solicitação

A embaixada diz ainda que os Correios da China cumprem rigorosamente as restrições para a postagem de sementes. Leia abaixo a íntegra da nota: 

Nota Embaixada da China

Soubemos por nota do Ministério da Agricultura e pela imprensa que brasileiros de diferentes partes do país têm recebido pacotes contendo sementes de plantas e que alguns desses pacotes trazem etiquetas com ideogramas chineses.
Sementes são artigos de envio proibido ou restrito para os países membros da União Postal Universal (UPU). Os Correios da China seguem rigorosamente as disposições da UPU e vetam o transporte postal de sementes. Uma verificação preliminar constatou que as etiquetas de endereçamento apresentam indícios de fraude, com erros no código de rastreamento e em outros dados. A Embaixada está disposta a cooperar com a investigação das autoridades brasileiras.

Últimas