CPI da Covid

R7 Planalto CPI da Covid ouvirá ex-diretor da Saúde e fiscal da Covaxin

CPI da Covid ouvirá ex-diretor da Saúde e fiscal da Covaxin

Oitivas estão previstas para ocorrer na próxima semana. Grupo terá ainda encontro fechado com ex-governador Wilson Witzel

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, Roberto Ferreira Dias

Na imagem, Roberto Ferreira Dias

Anderson Riedel/PR

A CPI da Covid no Senado Federal pretende ouvir na próxima semana Regina Célia, fiscal do contrato da Covaxin, e Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de logística do Ministério da Saúde denunciado por ter feito pedido de propina por vacinas.

O depoimento de Regina está previsto para terça-feira (6). A servidora entrou na mira da CPI após Luis Ricardo Miranda, que denunciou as irregularidades no contrato da compra da vacina indiana contra a covid-19 Covaxin, identifica-la como responsável por autorizar a importação do imunizante mesmo diante das divergências ao contrato.

Não há, ainda, confirmação da presença da servidora na oitiva. No dia seguinte, quarta-feira (7), está previsto o depoimento de Dias, acusado de ter pedido propina para um empresário durante encontro num restaurante no Brasília Shopping.

Dias confirmou o encontro em nota, mas negou que tenha praticado o ato ilícito. Após a denúncia da corrupção, ele foi demitido pelo governo federal e prepara sua versão da história para o depoimento à CPI. Sua presença na comissão ainda não foi confirmada.

Na quinta-feira (8), a CPI agendou o depoimento de Carolina Palhares Lima, diretora da Diretoria de Integridade do Ministério da Saúde. O órgão foi criado com o objetivo de fiscalizar, internamente, os atos da pasta. A presença da servidora também não foi confirmada.

No dia seguinte, sexta-feira (9), o grupo de senadores realizará a reunião secreta, ou a portas fechadas, com Wilson Witzel, ex-governador do Rio de Janeiro. Inicialmente, o encontro está previsto para ocorrer na capital fluminense. Não se sabe, ainda, quais senadores partem para a missão.

Últimas