CPI das Fake News em SP quer ouvir dono da Smart Fit

Grupo também acionou presidente da comissão do Congresso, com objetivo de acessar documentos sigilosos

CPI das Fake News em SP quer ouvir dono da Smart Fit, Edgard Corona (imagem)

CPI das Fake News em SP quer ouvir dono da Smart Fit, Edgard Corona (imagem)

Werther Santana / Estadão Conteúdo / 12.11.2014

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Fake News na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) aprovou nesta sexta-feira (14) requerimento para ouvir Edgard Corona, empresário dono das redes de academia ‘Bio Ritmo’ e ‘Smart Fit’.

Os parlamentares também aprovaram encaminhamento de ofício ao senador Angelo Coronel, presidente da CPMI das Fake News no Congresso Nacional, com o objetivo de solicitar acesso aos documentos de caráter sigiloso obtidos pela comissão.

Leia mais: CPI das Fake News em São Paulo quer ouvir Roberto Jefferson

A extensão do pedido de conteúdo sigiloso, de acordo com a autora do requerimento, deputada estadual Janaina Paschoal (PSL), se deve ao fato de que o material público disponível "não acrescentou nada referente às eleições de 2018 em São Paulo".

O R7 Planalto procurou a assessoria do empresário, mas não conseguiu contato. O espaço está aberto para manifestação. 

Os deputados estaduais que compõem a CPI devem se reunir na próxima sexta-feira, dia 21.