R7 Planalto CPI das Fake News em SP quer ouvir três assessores de Douglas Garcia

CPI das Fake News em SP quer ouvir três assessores de Douglas Garcia

Pedido foi feito pelo deputado estadual Paulo Fiorilo (PT) e envolve Eduardo dos Santos Martins, Lilian Denise Goulart Silveira e Paulo Sousa da Silva

Na imagem, o deputado estadual Douglas Garcia (sem partido)

Na imagem, o deputado estadual Douglas Garcia (sem partido)

Edu Garcia / R7 / 12.11.2019

A CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) das Fake News na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) aprovou, nesta sexta-feira (24), requerimento para que seja ouvido três assessores do deputado estadual Douglas Garcia (sem partido).

O pedido foi feito pelo deputado estadual Paulo Fiorilo (PT) e envolve os assessores Eduardo dos Santos Martins, Lilian Denise Goulart Silveira e Paulo Sousa da Silva.

Os dois primeiros estão lotados no gabinete de Garcia. O terceiro, por sua vez, é registrado, agora, no PSL. No entanto, trabalhou diretamente no gabinete do parlamentar entre 13 de março de 2019 a 18 de setembro de 2019.

Não há, ainda, data para a audiência na CPI, que é comandada pelo deputado estadual Caio França (PSB).

Leia mais: CPI das Fake News em São Paulo deverá ouvir Facebook em agosto

Os parlamentares que integram a CPI aprovaram, também, solicitação para que seja determinada a transferência de sigilo e compartilhamento de informações em processo que tramita na 7ª Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo – a ação corre contra Facebook Serviços Online do Brasil LTDA, do deputado Garcia e de seu assessor Edson Pires Salomão.

Além disso, solicitaram a transferência de sigilo e compartilhamento do inquérito que tramita na 3ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social do Ministério Público do Estado de São Paulo, que apura suposta prática de atos de improbidade administrativa por Garcia, que teria permitido que Salomão, seu assessor, utilizasse indevidamente e durante o horário de expediente equipamentos públicos para manifestações de ódio e disseminação de notícias falsas nas redes sociais.

Veja também: PSL expulsa dois deputados bolsonaristas em São Paulo

O deputado federal Nicolino Bozzella Júnior (PSL-SP), também será convidado pela CPI.

No Twitter, Garcia escreveu que "aprovaram a instrumentalização da CPI para me perseguir" e disse que entrará com ação judicial para "derrubar estes requerimentos protocolados". A reportagem busca contato com os demais envolvidos. O espaço está aberto para manifestação.

Últimas