STF

R7 Planalto Data da sabatina de Kassio no Senado depende de líderes 

Data da sabatina de Kassio no Senado depende de líderes 

Líderes e Alcolumbre precisam definir quando será a semana de trabalho presencial. Tebet só vai pautar após 13 de outubro

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

Data da sabatina de Kassio no Senado depende de acordo de líderes

Data da sabatina de Kassio no Senado depende de acordo de líderes

Ramon Pereira/Ascom

A data da sabatina do indicado pelo presidente Jair Bolsonaro ao STF, Kassio Nunes Marques, vai depender de acordo entre os líderes partidários e o presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AP), que devem se reunir na próxima segunda-feira (5). Isso porque a sabatina precisa ocorrer de forma presencial, a votação é secreta, e ainda não há definição de quando será a próxima semana de trabalho presencial no Senado. 

A presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), que é a responsável por designar o relator e pautar a sabatina, já disse que só fará isso após a vacância do cargo, ou seja, após o dia 13 de outubro, data da aposentadoria no ministro Celso de Mello. 

"Em respeito ao ministro Celso de Mello, aguardaremos sua aposentadoria oficial, em 13 de outubro, para realizar a sabatina do indicado à vaga no STF. Em função da pandemia, a data dependerá de acordo dos líderes partidários, por se tratar de votação secreta e presencial".

Últimas