R7 Planalto Deputado pede que só mulheres julguem caso de assédio na Alesp

Deputado pede que só mulheres julguem caso de assédio na Alesp

Grupo só tem uma mulher como titular. Isa Penna foi assediada por Fernando Cury no dia 16 em frente à Mesa Diretora 

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Fernando Cury, que assediou deputada na Alesp

Fernando Cury, que assediou deputada na Alesp

Reprodução Alesp

O deputado estadual Carlos Giannazi (PSOL) solicitou a troca de homens por mulheres no Conselho de Ética na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) para julgar o caso de assédio sexual praticado por Fernando Cury (expulso do Cidadania) contra Isa Penna (PSOL).

"Tal pedido e tal medida se fazem necessários para que, ao menos nesse caso, haja no Conselho de Ética uma formação majoritária de mulheres, haja vista que hoje é extremamente machista, tendo apenas uma mulher como titular”, afirma Giannazi.

O parlamentar informou, também, que cedeu sua vaga no Conselho de Ética para a deputada estadual Erica Malunguinho.

O assédio ocorreu no dia 16 de dezembro e foi transmitido pelo canal da Assembleia. Nas imagens, Isa é vista conversando com o presidente da Casa, Cauê Macris (PSDB), quando Cury se aproxima da Mesa Diretora, se posiciona atrás da deputada e coloca a mão na lateral de seus seios.

Últimas