R7 Planalto Desoneração: "Não tem mágica, precisamos manter empregos"

Desoneração: "Não tem mágica, precisamos manter empregos"

Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que ainda desconhece proposta do governo que poderia funcionar como uma minirreforma tributária 

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

Desoneração:"Não tem mágica, precisamos manter empregos" diz Maia

Desoneração:"Não tem mágica, precisamos manter empregos" diz Maia

Contábeis

Questionado sobre uma eventual proposta do governo federal de ampliação das desonerações, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que "não há mágica, é preciso manter os empregos".  O governo vetou a proposta aprovada no Congresso que estendia as desonerações sobre a folha de pagamentos de 17 setores para até o final de 2021. O Congresso deve derrubar o veto caso o governo não envie outra proposta.

"Não conheço [proposta do governo], só digo que não tem mágica. Precisamos manter os empregos e sabemos que desoneração por mais de um ano teria um custo, mas sabemos que por mais um ano é possível. Se o parlamento derrubar ao veto cabe ao parlamento encontrar os caminhos para colocar no orçamento de 2021. A discussão está no veto e não recebi proposta de acordo".

Independente da discussão das desonerações, que será por análise de vetos, a comissão da Câmara da reforma tributária irá retomar os trabalhos amanhã (15), independente do funcionamento da comissão mista (Câmara e Senado). 

"O presidente do Congresso disse que tinha dificuldade de retomar as comissões mistas e como não conseguimos avançar lá, a partir de amanhã vamos retomar na Câmara. Se for junto com Senado seria melhor. Mas acho que um novo IVA nacional, a simplificação dos impostos sobre o consumo é importante e urgente e será base da recuperação da confiança do nosso País e do ambiente de negócios para o setor privado. O debate dos impostos sobre consumo não tem nada a ver com a discussão da desoneração. Amanhã já falei com autor da PEC, deputado Baleia, e relator. Mas um debate das duas Casas certamente é mais produtivo do que apenas uma casa".

Últimas