R7 Planalto Em coletiva, Bolsonaro deve apresentar PEC da autonomia da PF

Em coletiva, Bolsonaro deve apresentar PEC da autonomia da PF

Presidente também planeja anunciar substitutos e reiterar que exoneração do diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, foi a pedido 

  • R7 Planalto | Thiago Nolasco, da Record TV, com Mariana Londres

Em coletiva, Bolsonaro deve anunciar substitutos da Justiça e PF

Em coletiva, Bolsonaro deve anunciar substitutos da Justiça e PF

Wallace Martins/Futura Press/Estadão Conteúdo – 16.4.2020

Na coletiva de imprensa marcada para as 17h dessa sexta-feira (24) o presidente Jair Bolsonaro deve já anunciar os substitutos do ministro da Justiça, Sergio Moro, que pediu demissão, e do diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, exonerado. 

De acordo com fontes do Palácio do Planalto, a intenção do presidente é, além de apresentar nomes, reiterar a versão de que a exoneração de Valeixo aconteceu a pedido. 

Bolsonaro também pretende defender a autonomia da Polícia Federal e estuda enviar ao Congresso uma PEC que daria autonomia à PF. O assunto já foi discutido na Câmara, mas nunca avançou. 

O presidente anunciou a coletiva em sua conta no Twitter, mas a entrevista será, na verdade, um pronunciamento, sem a possibilidade de jornalistas fazerem perguntas.

Na entrevista em que anunciou sua demissão, Moro atribuiu a sua saída à exoneração de Valeixo, alegando que perdeu carta branca no governo e que não havia motivo da antecipação da saída do diretor-geral da PF. 

O R7 Planalto apurou, com fontes da corporação, que a saída de Valeixo já era dada como certa desde o ano passado, e que ele deixaria a PF em julho e iria para uma adidância em Portugal. Isso porque já estava claro que Bolsonaro queria subsitituí-lo e havia concordância em fazer uma transição com um nome indicado pelo ministro Sergio Moro. 

Últimas