CPI da Covid

R7 Planalto Em ofício, secretária classifica como inadmissível não usar cloroquina

Em ofício, secretária classifica como inadmissível não usar cloroquina

Secretária nega recomendação, diz que ministério fez orientações, mas em ofício classifica como inadmissível a não adoção de terapia

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, em depoimento

Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, em depoimento

Edilson Rodrigues/Agência Senado - 25.05.2021

Relator da CPI da Covid, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), leu um trecho de um ofício assinado pela secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, em que ela classifica como inadmíssivel a não adoção em Manaus dos medicamentos antivirais recomendados pelo Ministério da Saúde. 

Apesar do ofício, a secretária diz que o ministério não recomendou o uso do medicamento, apenas orientou. "Mas é preciso dizer que o Ministério da Saúde nunca indicou tratamento contra a covid. Nós estabelecemos doses seguras para que os médicos brasileiros pudessem usar esses medicamentos [cloroquina e hidroxicloroquina} com seus pacientes."

Mayra Pinheiro presta depoimento à CPI nesta terça-feira (25). Leia abaixo trecho do depoimento: 

Renan Calheiros: Houve algum tipo de orientação direta para os médicos da cidade para prescreverem o tratamento precoce? 

Mayra Pinheiro: A orientação é para todos os médicos brasileiros, não só para Manaus. 

Renan Calheiros: Vossa senhoria considera adequado recomendar a médicos o uso de terapia sem eficácia comprovada? 

Mayra Pinheiro: Numa situação de guerra lançamos mão de todas as evidências.

Renan Calheiros: Vossa senhoria enviou um ofício a secretaria de Saúde de Manaus estimulando a gestão municipal a usar medicamentos orientados pelo MS, entre eles a cloroquina. E no documento classificou como inadimissível a não adoção da orientação. Vou ler: "Aproveitamos a oportunidade para ressaltar a comprovação científica sobre o papel das medicações antivirais orientadas pelo MS tornando dessa forma inadimssível diante da gravidade da situação de saúde em Manaus a não adoção da referida orientação". Vossa senhoria confirma esse fato? 

Mayra Pinheiro: Sim.

Omar Aziz: A senhora recomendou? 

Mayra Pinheiro: Recomendou não, nós orientamos. Orientação é um documento do ministério, existe uma norma técnica. 

Aziz: Qual é a difereça de recomendar e orientar? 

Mayra Pinheiro: A minha presença aqui é oportunidade de esclarecer o que presenciei em Manaus. Essa palavra inadmissível é em relação ao que nós encontramos nas Unidades Básicas de Saúde de Manaus. 

Em suas redes sociais, o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP), que é médico, publicou a cópia de um ofício assinado por Mayra Pinheiro, de janeiro de 2021, para a secretária de Manaus pedindo autorização para visitar as UBS "para que seja difundido e adotado o tratamento precoce".

Últimas