R7 Planalto Em São Paulo, projeto propõe suspensão do pagamento de jetons

Em São Paulo, projeto propõe suspensão do pagamento de jetons

A proposta, segundo cálculos da deputada estadual Beth Sahão (PT), acarretaria em uma economia de pelo menos R$ 7,5 milhões

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Deputada estadual Beth Sahão (PT) é autora do projeto

Deputada estadual Beth Sahão (PT) é autora do projeto

Divulgação Beth Sahão

Um projeto de lei protocolado nesta segunda-feira (13) na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) prevê a suspensão do pagamento de jetons e demais remunerações aos membros do governo do Estado durante a pandemia do novo coronavírus.

De autoria da deputada estadual Beth Sahão (PT), a medida vale para os membros dos Conselhos de Administração e dos Conselhos Fiscais das empresas públicas, sociedades de economista mista e fundações públicas do governo de São Paulo.

Leia mais: Câmara de São Paulo cria bônus de até R$ 10 mil a servidor

“É fundamental que os recursos públicos disponíveis sejam bem utilizados. Os conselhos costumam pagar jetons na ordem de R$ 5 mil, R$ 6 mil e R$ 7 mil, para que conselheiros participem de um ou duas reuniões mensais, com direito, inclusive, a uma espécie de 13º”, argumenta. Sahão classifica a situação como vergonha, “na contramão do discurso de austeridade e responsabilidade fiscal”.

A proposta, segundo cálculos da parlamentar, acarretaria em uma economia de pelo menos R$ 7,5 milhões.

Últimas