Em SP, campanha de Tatto terá renda mínima, tarifa zero e emprego

Jilmar Tatto é pré-candidato pelo PT à Prefeitura da capital paulista. Eleições estão marcadas para 15 e 29 de novembro, em primeiro e segundo turno

Na imagem, Jilmar Tatto, pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo

Na imagem, Jilmar Tatto, pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo

Tiago Queiroz/15.10.2007/Estadão Conteúdo

A campanha de Jilmar Tatto, pré-candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, adotará tom nacional e terá como principais bandeiras a tarifa zero, implementação da renda mínima e a geração de emprego.

“São Paulo é a maior cidade do País, então tudo que é feito aqui é repercutido em nível nacional”, diz Tatto ao R7 Planalto. De acordo com o deputado federal Alexandre Padilha, que integra a coordenação da campanha, nacionalizar o debate é importante, “porque foi fundamental nos momentos em que o PT ganhou na cidade de São Paulo”.

Leia mais: Ana Estela Haddad é cotada para ser vice de Jilmar Tatto (PT) em SP

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as eleições municipais passaram de 4 de outubro para 15 e 29 de novembro, sendo primeiro e segundo turno, respectivamente.

Diferentemente da nacional, o pleito de 2020 é marcado por questões locais. Para isso, Tatto irá defender a tarifa zero no transporte. “Imagina morar em uma cidade que já é desigual, e provavelmente sairá da pandemia com mais dificuldades, ter um sistema de transporte que é caríssimo? Não pode. Então, em primeiro momento, pensar em ter transporte gratuito aos domingos e às segundas-feiras”, defende Laércio Ribeiro, diretor do diretório municipal do PT.

Veja também: Eleições 2020: SP tem cenário embolado e 12 pré-candidatos

Padilha relata que o tema da renda mínima, projeto originário do vereador Eduardo Suplicy, também será discutido no plano de governo de Tatto. O debate vem na esteira da desigualdade social, ampliada durante a pandemia da covid-19. “É um tema tão importante, de dar assistência para quem precisa, que entra no viés econômico-social, mas também é de defesa da vida”, diz o parlamentar.

O plano de governo do PT para a cidade ainda está sendo construído, mas a “criação de frente cultural na periferia, geração de emprego, fortalecimento o SUS e estabelecimento de um novo padrão de volta às aulas” também serão temas prioritários, segundo o próprio Tatto.