Emenda garante reajuste salarial para área da saúde e segurança

Proposta, de autoria do deputado federal Léo Moraes (Podemos-RO), contempla cerca de três milhões de trabalhadores que atuam nesses setores

Emenda foi proposta pelo deputado federal Léo Moraes (Podemos-RO)

Emenda foi proposta pelo deputado federal Léo Moraes (Podemos-RO)

Divulgação Léo Moraes(Podemos-RO)

Uma emenda aprovada nesta segunda-feira (13) na Câmara dos Deputados garante o reajuste salarial para profissionais da saúde e segurança pública, que atuam diretamente no enfrentamento ao novo coronavírus. A medida foi incluída no PLC (Projeto de Lei Complementar) 149/2020, substituto do Plano Mansueto.

A proposta, de autoria do deputado federal Léo Moraes (Podemos-RO), contempla cerca de três milhões de trabalhadores que atuam nesses dois setores. O texto, agora, segue para aprovação do Senado Federal.

Leia mais: Temor do governo é que socorro não chegue à saúde, diz líder na Câmara

“Fico muito feliz com aprovação desta emenda. É justo e necessário preservar gratificações para esses que são os verdadeiros heróis da nação”, disse Moraes.

O PLC aborda também a suspensão das dívidas dos Estados com a União, auxílio emergencial para equilibrar a arrecadação dos impostos e medidas emergenciais entre receitas e despesas.

O governo federal, no entanto, tem se mostrado relutante ao texto. O líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), chegou a atencipar a possibilidade de veto presidencial à medida."Existe a possibilidade concreta de o presidente avaliar a possibilidade de um veto e essa discussão vai acontecer ainda para que a gente consiga desenvolver uma solução”, afirmou Vitor Hugo durante sessão virtual.