R7 Planalto Entregadores de aplicativos protestam na porta da casa de Maia

Entregadores de aplicativos protestam na porta da casa de Maia

Eles tinham uma reunião com o presidente da Câmara para pedir aprovação do PL 1665, mas encontro foi desmarcado e não tem outro horário 

  • R7 Planalto | Flávio Moraes, da Record TV, com Mariana Londres

Entregadores de aplicativos protestam na porta da casa de Maia

Entregadores de aplicativos protestam na porta da casa de Maia

Associação dos Motofretistas Autônomos e Entregadores do DF/Divulgação

Entregadores de aplicativos protestaram nesta quarta-feira (16) na frente da residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Eles ficaram insastisfeitos com a mudança de horário de uma reunião que teriam com Maia, articulada pela líder do Psol na Câmara, deputada Sâmia Bomfim (SP). 

O encontro estava marcada para as 10h. A assessoria de Maia diz que foi remarcado, mas ainda não informou o novo horário. 

Segundo o presidente da Associação dos Motofretistas Autônomos e Entregadores do DF, Alessandro da Conceição Calado, entregadores de 12 Estados vieram a Brasília para a reunião, que foi desmarcada poucos minutos antes do horário marcado. Segundo ele, vários trabalhadores desmarcaram seus compromissos, e não têm dinheiro para ficar na cidade até um eventual reagendamento.

Para a líder do PSOL na Câmara, Sâmia Bomfim (SP), os entregadores vieram a Brasília esta semana para reivindicar a aprovação do PL 1665, que garante proteção à categoria durante a pandemia, e prevê também melhores condições de trabalho e segurança.

"Cada dia longe de suas cidades sem trabalhar representa menos dinheiro para o sustento de suas famílias. Por isso, seguimos apelando ao presidente da Câmara para que compreenda a situação desses trabalhadores. Seguimos mobilizados na busca por uma reunião ao menos com algum membro da Mesa Diretora ou da presidência da Câmara", disse. 

Últimas