R7 Planalto Ernesto Araújo defende que OEA seja "espaço para defesa da família"

Ernesto Araújo defende que OEA seja "espaço para defesa da família"

Ministro reafirmou também apoio à reeleição de Luiz Almagro, político uruguaio que integrou equipe de José Mujica, ao cargo de secretário-geral

Ernesto Araújo OEA

Ernesto Araújo defende OEA como espaço de família

Ernesto Araújo defende OEA como espaço de família

Adriano Machado / Reuters / 10.12.2018

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, defendeu que a OEA (Organização dos Estados Americanos) seja “espaço para defesa da vida e da família” e reafirmou apoio à candidatura do ex-ministro de José Mujica ao cargo de secretário-geral do grupo.

Em sua conta no Twitter, Araújo publicou um vídeo de uma sessão extraordinária do Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos, ocorrida em 6 de fevereiro em Washington, capital dos Estados Unidos da América.

Leia mais: OEA inicia ativação de tratado militar por 'ameaça' na Venezuela

“O governo brasileiro está convencido que o tema da liberdade religiosa precisa estar mais presenta na agenda internacional e na agenda da OEA”, disse. “É preciso que a OEA ofereça espaço para discussão do problema da liberdade religiosa, assim como ofereça espaço para a defesa da vida e da família”, acrescentou o ministro.

A OEA, fundada em 1948 em Bogotá (Colômbia), congrega 35 Estados e baseia-se em quatro pilares: democracia, direitos humanos, segurança e desenvolvimento.

Está marcada para março a eleição para o cargo de secretário-geral da OEA e Araújo defendeu a reeleição de Luis Almagro (político uruguaio, já foi ministro das Relações Exteriores do governo José Mujica).