R7 Planalto Fachin vota contra liberdade do ex-presidente Lula 

Fachin vota contra liberdade do ex-presidente Lula 

Ministro foi contrário à liberdade no julgamento do primeiro habeas corpus 

Fachin vota contra liberdade de Lula

Carlos Moura/SCO/STF - 28.06.2018

O ministro Edson Fachin foi o primeiro a votar em um dos habeas corpus que será analisado pela Segunda Turma do STF nesta terça-feira (25), e negou o pedido da defesa Lula.

Para ele, a decisão do ministro do STJ, Felix Fischer, que rejeitou recurso especial contra a condenação do ex-presidente, foi devidamente fundamentada e posteriormente referendada pela quinta turma do STJ.

— A decisão foi proferida monocraticamente. É certo que o colegiado é sempre recomendado, de qualquer modo, a decisão tal qual foi submetida a exame, se reveste de um proceder que foi devidamente autorizado.

Os dois habeas corpus que os ministros da Segunda Turma vão analisar nesta terça-feira são: o que questiona a atuação do relator da Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Felix Fischer e um segundo em que é apontada a suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante o processo no qual o ex-presidente foi condenado pelo tríplex do Guarujá.

Fazem ainda parte da Segunda Turma os ministros Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Gilmar Mendes e a presidente Cármen Lúcia.