R7 Planalto Flávia Arruda interrompe férias para receber vacinas na Bahia

Flávia Arruda interrompe férias para receber vacinas na Bahia

Assessoria da ministra nega que o afastamento dela, de férias na Bahia com as filhas, tenha conotação política

  • R7 Planalto | Mariana Londres, do R7, em Brasília

Ministra Flávia Arruda recebe vacinas pediátricas na Base Aérea em Salvador

Ministra Flávia Arruda recebe vacinas pediátricas na Base Aérea em Salvador

Divulgação

A assessoria da ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL), afastou qualquer motivação política para o afastamento dela por nove dias, publicado no DOU (Diário Oficial da União) desta sexta-feira (14)

Flávia Arruda está de férias na Bahia com a família, onde deve ficar até o próximo fim de semana. Ela interrompeu o descanso, nesta sexta-feira, para ir até a Base Aérea de Salvador receber as doses das vacinas pediátricas contra a Covid-19 em nome do governo federal e fazer a entrega ao governo do estado.

O afastamento da ministra foi necessário por ela não ter completado um ano no cargo e não poder, portanto, tirar férias como os demais ministros. A volta dela está prevista para o dia 21. 

A publicação no DOU gerou especulações em Brasília, já que a deputada licenciada tem sofrido "fritura" pela sua articulação no Palácio do Planalto. As informações de que havia pressão para ela deixar o cargo fizeram com que o presidente Jair Bolsonaro (PL) saísse em defesa pública da ministra, dizendo que desconhecia erros dela; e que o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, publicasse um vídeo na semana passada em que afirma que "o Centrão não quer a saída da Flávia".

Casada com o ex-governador do DF José Roberto Arruda, Flávia tem duas filhas pequenas. A atenção a elas motivou a recusa em disputar o governo do DF em 2022. A ministra deve disputar uma vaga do Senado pela avaliação que o comando do Executivo local demandaria uma dedicação maior do que no Legislativo. 

Os textos aqui publicados não refletem necessariamente a opinião do Grupo Record.

Últimas