R7 Planalto Flávio Bolsonaro se reúne com Brasil 35 para acertar filiação

Flávio Bolsonaro se reúne com Brasil 35 para acertar filiação

Senador pode fechar ida dele e do presidente Bolsonaro para a legenda. Família exige controle total do partido, ex-PMB

  • R7 Planalto | Yuri Achcar, da Record TV, com Mariana Londres

Flávio Bolsonaro se reúne com Brasil 35 para acertar filiação

Flávio Bolsonaro se reúne com Brasil 35 para acertar filiação

Evaristo Sá/AFP - 22.03.2021

O senador Flávio Bolsonaro (sem partido) vai se reunir com dirigentes do Brasil 35, ex-PMB (Partido da Mulher Brasileira), para acertar os detalhes da sua filiação e do pai, o presidente Jair Bolsonaro. O acordo de filiação ainda não está fechado, segundo interlocutores envolvidos na negociação.

Flávio pediu desfiliação do Republicanos nesta quarta-feira (26). A reunião com o Brasil 35 deve acontecer entre hoje e amanhã (27). 

A família Bolsonaro exige "porteira fechada" para a filiação. Quer garantias de que terá controle total do partido, de todos os diretórios, e exige a saída dos atuais dirigentes. A negociação com a legenda está sendo tocada pelo senador e por um de seus advogados, Eduardo Martins, filho do presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), Humberto Martins, cotado para a próxima vaga do STF (Supremo Tribunal Federal). 

A mudança de partido é estratégica para a corrida eleitoral de 2022. O presidente Jair Bolsonaro já falou a interlocutores que preferia migrar para um partido que permitisse à família o controle total, "para evitar o que aconteceu com o PSL", legenda que o elegeu em 2018.

Outra possibilidade para Bolsonaro era migrar para um partido com mais estrutura, como o PP ou o Republicanos, o que, claro, não permitira o controle total. Recentemente, o presidente disse em evento com a presença do aliado Ciro Nogueira que ele e o PP estavam "namorando". 

Flávio Bolsonaro deve se candidatar ao governo do Rio de Janeiro em 2022. Os outros filhos de Bolsonaro, Eduardo e Carlos, deputado federal (PSL-SP) e vereador (Republicanos), também devem mudar de partido na primeira janela partidária. 

Últimas