R7 Planalto Frota protocola pedido de CPI para investigar Fabrício Queiroz

Frota protocola pedido de CPI para investigar Fabrício Queiroz

Ex-assessor do senador Flavio Bolsonaro foi preso no dia 18 em sítio em Atibaia, no interior paulista, numa ação conjunta entre polícia e MP

  • R7 Planalto | Mariana Londres e Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, Queiroz antes de embarcar para presídio em Bangu

Na imagem, Queiroz antes de embarcar para presídio em Bangu

Antonio Lacerda/EFE - 18.06.2020

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) afirmou nesta segunda-feira (22) que protocolou um requerimento de instauração de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar possíveis crimes cometidos por Fabrício Queiroz contra a administração pública.

Queiroz, ex-assessor do senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ), foi preso na última quinta-feira (18). A ação foi realizada pela Polícia Civil e Ministério Público de São Paulo. Horas depois de ter sido preso em Atibaia, no interior paulista, Queiroz foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Leia mais: Fabrício Queiroz passa mal após primeira noite preso em Bangu 8

“Está sendo amplamente divulgado na imprensa possíveis crimes cometidos pelo senhor Fabrício Queiroz em conluio com autoridades públicas”, diz Frota na justificativa do pedido.

O parlamentar acrescenta que a Câmara dos Deputados seria um excelente e democrático órgão de investigação em virtude de todas as pessoas, “inclusive com a possível existência de organização criminosa envolvida nas mais diversas formas de prejudicar a administração pública”.

Últimas