General Santos Cruz deixa o governo do presidente Bolsonaro

Ministro da Secretaria de Governo deixa a pasta. Esta é a primeira baixa militar da gestão do presidente e o terceiro ministro a sair

General Santos Cruz é a primeira baixa da ala militar do governo de Jair Bolsonaro

General Santos Cruz é a primeira baixa da ala militar do governo de Jair Bolsonaro

Marcos Corrêa/Presidência

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz deixa nesta quinta-feira (13) ​o comando da Secretaria de Governo da Presidência da República, de acordo com fontes do Planalto. Esta é a primeira baixa da ala militar do governo e a terceira no ministério montado por Bolsonaro. Em fevereiro, Gustavo Bebbiano, da ala política, foi exonerado após denúncias de candidaturas laranjas. Em abril, o ministro da Educação, Ricardo Vélez, foi demitido por problemas de gestão na pasta. 

O motivo da saída ainda não foi divulgado. Santos Cruz vinha sofrendo ataques do guru de Bolsonaro, Olavo de Carvalho, e críticas dos filhos do presidente. Mas era bem visto internamente, considerado um bom interlocutor, tendo sido recentemente elogiado pelo presidente nesta semana pela pela articulação política para a aprovação do PLN 4 no Congresso, dos créditos extras. 

O R7 Planalto apurou que Santos Cruz foi demitido pelo presidente Bolsonaro por divergências. Ele foi comunicado em uma reunião às 11h da manhã desta quinta no gabinete da Presidência. Além dele e do presidente, estavam presentes os generais Augusto Heleno, ministro do GSI, e Fernando Azevedo e Silva, da Defesa. 

Após a divulgação da notícia, Santos Cruz divulgou uma carta à imprensa, fazendo agradecimentos ao presidente, a sua família, aos funcionários da Segov, a deputados e senadores, citando nominalmente os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, à imprensa, ao Poder Judiciário, governadores e prefeitos e instituições. 

Leia a íntegra da carta de Santos Cruz: 

CARTA À IMPRENSA

Na oportunidade em que deixo a função de ministro da Secretaria de Governo (Segov) da Presidência da República, por decisão do Excelentíssimo Presidente Jair Messias Bolsonaro, expresso minha admiração e agradecimento:
- A todos os servidores da Segov, pela dedicação, capacidade e amizade com que trabalharam, desejando que continuem com a mesma exemplar eficiência;
- Aos Excelentíssimos Deputados e Senadores, digníssimos representantes do povo brasileiro, pelo relacionamento profissional respeitoso, desejando sucesso no equacionamento e na solução das necessidades e anseios de todos os brasileiros, com especial destaque para o Excelentíssimo Senador Davi Alcolumbre (presidente do Senado Federal) e Excelentíssimo Deputado Rodrigo Maia (presidente da Câmara dos Deputados);
- Aos Governadores e Prefeitos que deram a honra de trazer à Segov suas contribuições;
- À imprensa, de modo geral, pelo profissionalismo que sempre me trataram em todas as oportunidades;
- Às autoridades do Poder Judiciário, Ministério Público e do Tribunal de Contas da União, pela cortesia no relacionamento e nas oportunidades em que tive a honra de travar contato, desejo que sejam sempre iluminados em suas decisões.
- Às diversas instituições e organizações civis, empresas, servidores públicos, embaixadores e todos os cidadãos que travaram contato com o governo por meio da Segov;
- Ao Presidente Bolsonaro e seus familiares, desejo saúde, felicidade e sucesso.

CARLOS ALBERTO DOS SANTOS CRUZ

No final do dia, o presidente Jair Bolsonaro divulgou uma nota oficial sobre a demissão, agradecendo ao general e dizendo que a demissão não afeta a relação de amizade e de respeito mútuo. 

Leia a íntegra da nota da Presidência: 

NOTA

O senhor presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, informa que o ministro-chefe da Secretaria de Governo, general de Divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz, será substituído pelo general de Exército Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira. O presidente da República deixa claro que essa ação não afeta a amizade, a admiração e o respeito mútuo, e agradece o trabalho executado pelo general Santos Cruz à frente da Secretaria de Governo.

O general Ramos, atualmente, exerce o cargo de comandante Militar do Sudeste, com sede na cidade de São Paulo-SP.


General de Divisão Otávio Santana do Rêgo Barros

Porta-Voz da Presidência da República