R7 Planalto Gilmar mantém Angelo Coronel na presidência da CPMI das Fake News

Gilmar mantém Angelo Coronel na presidência da CPMI das Fake News

Pedido de retirada de senador foi protocolado por Bia Kicis (PSL-DF) e outros por "suposta parcialidade e arbitrariedade na condução dos trabalhos"

  • R7 Planalto | Mariana Londres e Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, ministro Gilmar Mendes

Na imagem, ministro Gilmar Mendes

Fellipe Sampaio/SCO/STF - 29.04.2020

O ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou na última sexta-feira (14) seguimento para a retirada do senador Angelo Coronel (PSD-BA) da presidência da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) das Fake News.

O pedido foi protocolado pelos deputados federais Bia Kicis (PSL-DF), Carlos Jordy (PSL-RJ), Carla Zambelli (PSL-SP) e outros.

Leia mais: CPMI das fake news pede dados das contas excluídas pelo Facebook

O mandado pedia a retirada de Coronel e também da relatora Lídice da Mata (PSD-BA) dos cargos da CPMI por "suposta parcialidade e arbitrariedade na condução dos trabalhos".

A CPMI foi instalada em setembro de 2019 para investigar utilização de perfis falsos nas eleições de 2018 e ataques cibernéticos que atentam contra a democracia. O grupo é alvo constante de ataques por partes de bolsonaristas, que argumentam que a comissão tem a finalidade de atacar o governo federal.

Últimas