Governo exonera chefe do sistema que monitora desmatamento

Lubia Vinhas era responsável pelo Observação da Terra. Demissão, publicada no Diário Oficial da União, é assinada pelo ministro Marcos Pontes

Queimada na Amazônia em junho é a maior dos últimos 13 anos

Queimada na Amazônia em junho é a maior dos últimos 13 anos

Arquivo/Ag. Brasil

O governo federal exonerou nesta segunda-feira (13) Lubia Vinhas, coordenadora do Observação da Terra, sistema responsável pelo monitoramento do desmatamento da Amazônia.

A exoneração foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) por meio de portaria assinada pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

Leia mais: Europeus ameaçam desinvestir no Brasil por desmatamento

A demissão de Vinhas ocorre em meio ao aumento de desmatamento. O Brasil fechou o mês de junho com o maior número de focos de queimadas na Amazônia dos últimos 13 anos, de acordo com o Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), órgão ligado ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

Foram registrados 2.248 focos de calor neste último mês, um volume que não era atingido desde 2007 e que representa um aumento de 19,57% em relação ao registrado em junho de 2018, quando 1.880 focos foram detectados.

'