R7 Planalto Lewandowski pede informações ao governo sobre Copa América

Lewandowski pede informações ao governo sobre Copa América

Ministro do Supremo Tribunal Federal atendeu parcialmente pedido protocolado pelo PT, que quer a suspensão do torneio

  • R7 Planalto | Clébio Cavagnolle, da Record TV, e Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, ministro Ricardo Lewandowski (STF)

Na imagem, ministro Ricardo Lewandowski (STF)

Nelson Jr. / STF 10-03-2020

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou, nesta terça-feira (1º), que o governo federal preste informações em relação a realização da Copa América 2021 no Brasil.

“Considerando a importância da matéria e a emergência de saúde pública decorrente do surto do coronavírus, bem como a urgência que o caso requer, solicitem-se prévias informações ao presidente da República no prazo legal”, diz o documento.

O prazo para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) responda é de cinco dias. A ação no STF, protocolada pelo PT, pede para que sejam interrompidos todos os preparativos para que o Brasil sedie a Copa América 2021. O partido quer que o governo federal seja impedido de assinar contratos e protocolos com a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) ou com a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para viabilizar a realização do campeonato.

De acordo com o partido, a decisão de sediar o torneio, um dos maiores eventos esportivos do continente, vai na contramão dos esforços de parte da sociedade brasileira para a contenção da pandemia de covid-19 e contraria a norma constitucional de promover a saúde de todos.

Copa América

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) anunciou na última segunda-feira (31) que o Brasil sediará a realização da Copa América de 2021. A confederação agradeceu ao presidente Bolsonaro por "abrir as portas do país ao que hoje em dia é o evento esportivo mais seguro do mundo". "A América do Sul brilhará no Brasil com todas suas estrelas", acrescentou.

Bolsonaro garantiu que haverá Copa América no Brasil, mesmo com o agravamento da pandemia no país, no que depender dele e de seus ministros. A afirmação foi feita durante tradicional conversa com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, em Brasília, na manhã desta terça-feira (1º). "Fui instado pela CBF, ontem (31), conversei com todos os ministros interessados e, de nossa parte, positivo", disse.

Últimas