CPI da Covid

R7 Planalto Lewandowski questiona CPI sobre pedido de Zambelli para depor

Lewandowski questiona CPI sobre pedido de Zambelli para depor

Deputada federal acionou STF para ser ouvida pela comissão; ela diz que seu indiciamento foi pedido sem que pudesse se defender

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP)

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP)

Cleia Viana/Câmara dos Deputados - 17.09.2021

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), solicitou nesta terça-feira (19) informações da CPI da Covid sobre o pedido feito pela deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) para prestar depoimento à comissão.

A parlamentar, aliada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), acionou a Corte para ser ouvida pelos senadores. Zambelli argumenta que deveria prestar depoimento por ter tido seu nome citado diversas vezes nas reuniões da comissão, inclusive pelo presidente Omar Aziz (PSD-AM) e pelo relator Renan Calheiros (MDB-AL).

Além disso, a parlamentar questiona também o fato de Renan Calheiros, em seu relatório final, pedir o indiciamento dela “sem sequer ter concedido o direito de defesa, ao qual todos devem ter acesso”.

“Estamos entrando com habeas corpus no STF para que eu possa exercer meu direito à ampla defesa garantido pelo Código de Processo Penal e ser ouvida na CPI”, afirmou Zambelli. “Espero que os líderes da comissão, como Renan Calheiros [relator] e Omar Aziz [presidente], tenham a decência de me convocar”, complementou.

A CPI está em fase final e, nesta quarta-feira (20), se reúne para fazer a leitura do relatório final, produzido pelo relator, senador Renan Calheiros (MDB-AL), que recuou e retirou do texto crimes imputados ao presidente Jair Bolsonaro no texto preliminar (homicídio e genocídio contra a população indígena). O documento tem 1.180 páginas e pedido de indiciamento contra 66 pessoas e duas empresas.

Últimas