R7 Planalto Lira diz que Câmara votará reforma tributária após recesso

Lira diz que Câmara votará reforma tributária após recesso

Presidente acredita que "há tranquilidade" com a votação em plenário. Privatização dos Correios também está na pauta

Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL)

Presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL)

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta quarta-feira (28) que, assim que acabar o recesso parlamentar, pautará o projeto de lei que trata sobre a reforma tributária no plenário da Casa e acredita que há “tranquilidade” para com a votação.

“Como prioridade para o segundo semestre, teremos votações importantes. Logo na primeira semana, na volta do recesso, estamos com tranquilidade para votação da primeira etapa da reforma tributária, a que define as novas regras para o imposto de renda”, afirmou.

Além da reforma tributária, Lira contou que a Casa analisará também a privatização dos Correios e as reformas política e administrativa. “Temos ainda que discutir a reforma eleitoral. A Câmara segue fazendo seu papel, que é a aprovar modernização legislativa, sempre em discussão com a maioria dos líderes”, acrescentou.

A proposta de reforma tributária entregue pelo governo ao Congresso Nacional propõe isentar do pagamento do Imposto de Renda todos trabalhadores que recebem até R$ 2.500 por mês. Para passar a valer, o texto ainda depende da aprovação de deputados e senadores.

De acordo com a Receita Federal, a medida deve beneficiar 5,6 milhões de contribuintes. Ao todo, 16,3 milhões de trabalhadores estarão livres de pagar o Imposto de Renda a partir do próximo ano. Até este ano, 10,7 milhões estavam isentos do tributo com a isenção da faixa para pessoas com renda de até R$ 1.903,98.

Últimas