R7 Planalto Lira diz que pode pautar PEC do voto impresso em plenário

Lira diz que pode pautar PEC do voto impresso em plenário

Presidente da Câmara dos Deputados tem demonstrado apoio ao tema, que é defendido por Jair Bolsonaro (sem partido)

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7*

Na imagem, presidente Arthur Lira (PP-AL)

Na imagem, presidente Arthur Lira (PP-AL)

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta quinta-feira (5) que pode pautar em plenário a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do voto impresso.

A medida pode ser feita em duas situações: se for rejeitado ou se a comissão especial ultrapassar as 40 sessões sem conseguir aprovar o relatório.

“Regimentalmente tem (como ir ao plenário). As comissões especiais não são terminativas, são opinativas, então sugerem o texto, mas qualquer recurso ao plenário pode ser feito. O importante é que a gente tenha calma”, afirmou Lira.

A PEC do voto impresso tramita na comissão especial e chegou a ser posta na pauta desta quinta-feira (5), às 14h. No entanto, foi adiada para 18h em função da ordem do dia em plenário. A medida, que é defendida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), ganhou apoio de Lira nos últimos dias. 

Nesta quarta-feira (4), Lira afirmou não existir nenhum fato relevante que aponde fraude nas urnas eletrônicas. Mesmo assim, não deixou de apoiar a bandeira de Bolsonaro. O chefe da Câmara falou em criar formas de auditagem “mais transparente”, que evite a contestação das eleições, e jogou a decisão final sobre o tema para o Senado.

O voto impresso virou uma das principais bandeiras de Bolsonaro e tem gerado conflito entre os Poderes, já que o titular do Executivo tem atacado a democracia, instituições e autoridades e colocado em suspeição a realização das eleições no ano que vem caso a medida não seja implementada no Brasil.

*Com informações da Agência Câmara

Últimas