Ministra Damares encena o "silêncio das mulheres" em coletiva 

Ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos participou de lançamento da Campanha de Enfrentamento à Violência contra a Mulher no Planalto 

Ministra Damares encena o "silêncio das mulheres" em coletiva

Ministra Damares encena o "silêncio das mulheres" em coletiva

Edu Garcia/R7

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, convocou uma entrevista coletiva de imprensa no Palácio do Planalto na tarde desta segunda-feira (25). Chegou com cerca de meia hora de atraso, se posicionou no púlpito onde os jornalistas a esperavam, ficou em silêncio e saiu sem responder perguntas. 

O repórter da Record TV Thiago Nolasco chegou a perguntar se ela estava emocionada com algo ou se estava deixando o governo. 

Depois a ministra, que publicou a cena em suas redes sociais, explicou que estava encenando o "silêncio das mulheres". Após a coletiva, Damares paticipou do lançamento da Campanha de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, no Salão Nobre do Planalto. Hoje é o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres.

Em seu discurso, ela lamentou que só 9% dos municípios brasileiros têm delegacia da mulher. Mas disse que a partir de janeiro, todas as delegacias do País estarão capacitadas para atender mulheres. "E tem mais: eu vou pintar a salinha de cor-de- rosa". Ela disse ainda que dois navios serão usados para atender mulheres ribeirinhas, como "Casas da Mulher" itinerantes.