R7 Planalto 'Momento é de união', diz ministro da Justiça após ataque ao STF

'Momento é de união', diz ministro da Justiça após ataque ao STF

No dia seguinte a um ataque com fogos de artifício ao STF (Supremo Tribunal Federal), o país teve mais protestos contrários e favoráveis ao governo

  • R7 Planalto | Do R7

Marcello Casal Jr/Agência Brasil - 23.04.2020

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, divulgou uma nota neste domingo (14) em que pede união entre os poderes e ressalta que "o Brasil e seu povo devem estar em 1º lugar".

No dia seguinte a um ataque com fogos de artifício ao STF (Supremo Tribunal Federal), o país teve mais protestos contrários e favoráveis ao governo.

Leia mais: STF jamais se sujeitará a nenhum tipo de ameaça, diz Toffoli após atos

O MPF (Ministério Público Federal) determinou, neste domingo (14), a abertura imediata de inquérito policial para investigar o lançamento de fogos de artifício em direção ao prédio do STF (Supremo Tribunal Federal). Também foi solicitada perícia no local a fim de identificar danos ocorridos no edifício e resguardar provas processuais.

Leia a íntegra da nota de André Mendonça:

Brasília, 14/06/2020 - Em tempos tão difíceis, é essencial voltarmos aos princípios:

1º. A democracia pressupõe, acima de tudo, que todo poder emana do povo. Por isso, todas as instituições devem respeitá-lo. Devemos respeitar a vontade das urnas e o voto popular. Devemos agir por este povo, compreendê-lo e ver sua crítica e manifestação com humildade. Na democracia, a voz popular é soberana.

2º. A democracia pressupõe o respeito às suas instituições democráticas. Qualquer ação relacionada à Presidência da República, ao Congresso Nacional, ao STF ou qualquer instituição de Estado deve pautar-se por esse respeito.

3º. Portanto, todos devemos fazer uma autocrítica. Não há espaço para vaidades. O momento é de união. O Brasil e seu povo devem estar em 1º lugar.

Últimas