Moro apoia senadores que lançaram manifesto em defesa da Lava Jato

Operação tem travado embate com Augusto Aras, procurador-geral da República. Entre os fatores, compartilhamento de dados e a criação da Unac

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro

Marcello Casal Jr/Agência Brasil – 13.04.2020

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro publicou nas redes sociais uma mensagem de apoio ao Muda Senado, grupo formado por senadores favoráveis ao tema de combate à corrupção, que publicou nesta quinta-feira (6) um manifesto em defesa da operação Lava Jato.

“É muito importante para o combate à corrupção no país a atuação efetiva de parlamentares em defesa da Lava Jato, na linha do manifesto do grupo Muda Senado”, escreveu Moro em sua conta no Twitter.

A força-tarefa da Lava Jato tem travado embate com o procurador-geral da República, Augusto Aras. Entre os principais fatores, estão o compartilhamento de dados e a proposta da criação da Unac (Unidade Nacional de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado).

O manifesto publicado pelo Muda Senado argumenta que as críticas feitas pelo PGR sobre a operação são “ilações descabidas, somadas à fala oportunista de políticos investigados ou processados”, além de que não é papel de Aras “fiscalizar” o trabalho dos procuradores.

Leia mais: Corregedora do MPF manda apurar irregularidades na Lava Jato em SP

O documento é assinado por Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Alvaro Dias (Podemos-PR), Arolde de Oliveira (PSD-RJ), Eduardo Girão (Podemos-CE), Flávio Arns (Rede-PR), Jorge Kajuru (Cidadania-GO), Lasier Martins (Podemos-RS), Mara Gabrilli (PSDB-SP), Marcos do Val (Podemos-ES), Major Olimpio (PSL-SP), Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), Plínio Valério (PSDB-AM), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Reguffe (Podemos-DF), Rodrigo Cunha (PSDB-AL) e Soraya Thronicke (PSL-MS).