R7 Planalto Moro pede a STF que vídeo de reunião seja entregue na íntegra 

Moro pede a STF que vídeo de reunião seja entregue na íntegra 

Advogados do ex-ministro pedem a Celso de Mello que não atenda a pedido de reconsideração da AGU que quer enviar apenas trechos

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

Moro pede a STF que vídeo de reunião seja entregue na íntegra

Moro pede a STF que vídeo de reunião seja entregue na íntegra

Isaac Amorim / MJSP / 02.01.2019

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro pediu nesta quinta-feira (7) ao ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal) queo vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril seja entregue na íntegra. 

A petição, registrada às 16h20, é uma resposta a pedido da AGU (Advocacia-Geral da União), também feito nesta quinta-feira (7), de reconsideração ao ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Celso de Mello para que o envio de gravação de reunião ministerial  seja restrito a "a eventuais elementos que sejam objeto do presente inquérito", ou seja, às conversas entre Moro e o presidente.

A reunião ministerial foi citada pelo ex-ministro Sérgio Moro como prova de que o presidente teria o pressionado a trocar o comando da Polícia Federal, o que motivou o seu pedido de demissão. 

No pedido de Moro, seus advogados alegam que em razão da importância das imagens para esclarecer os fatos, é importante que os registros estejam na íntegra.

"Anota-se que, em seu depoimento prestado à autoridade policial no último dia 02 de maio de 2020, o Requerente destacou a relevância de manifestações incisivas do Exmo. Presidente da República no mencionado encontro, especialmente vinculadas ao desejo de troca da Direção Geral da Polícia Federal, do Superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro e inclusive do próprio Ministro da Justiça, além da intenção de obter relatórios de inteligência junto a referidos órgãos policiais, todos assuntos essenciais para o futuro deste Inquérito Policial", alegam os advogados na petição. 

Últimas