R7 Planalto Novos ministros da Justiça e da Advocacia-Geral tomam posse

Novos ministros da Justiça e da Advocacia-Geral tomam posse

Cerimônia fechada ocorreu nesta terça-feira (30) no Palácio do Planalto. Bolsonaro oficializou mudança em seis ministérios

  • R7 Planalto | Thiago Nolasco, da Record TV

Anderson Torres, novo ministro da Justiça

Anderson Torres, novo ministro da Justiça

Divulgação/SSP-DF

Os novos ministros da Justiça, delegado Anderson Torres, e da AGU (Advocacia-Geral da União), André Mendonça, tomaram posse no final desta terça-feira (10). A cerimônia, fechada, ocorreu no Palácio do Planalto, em Brasília.

As nomeações de Torrres e Mendonça foram publicadas no DOU (Diário Oficial da União) nesta terça-feira (30) e fazem parte da reforma ministerial anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Nesta segunda-feira (29), o presidente fez uma dança das cadeiras e alterou a posição de nomes importantes de seu governo. Braga Neto, titular do ministério da Casa Civil, deixa seu cargo para assumir o Ministério da Defesa no lugar de Fernando Azevedo.

Na imagem, AGU, André Mendonça

Na imagem, AGU, André Mendonça

Ueslei Marcelinho/Reuters - 17.12.2020

O Ministro Eduardo Ramos, da Secretaria de Governo da Presidência da República, assume a Casa Civil. Para o Itamaraty, assume Carlos Alberto Franco França, e para a Secretaria de Governo, a deputada federal Flávia Arruda (PL-DF).

Após a minirreforma ministerial, o governo Bolsonaro chegou a 16 ministros demitidos em cerca de dois anos e dois meses de gestão. O motivo das exonerações variam, passando por discordâncias públicas dos ocupantes com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), embates com o Congresso e a presença informações falsas nos currículos

Últimas