R7 Planalto Onyx leva bombons para Guedes: "é para adoçar a nossa vida"

Onyx leva bombons para Guedes: "é para adoçar a nossa vida"

Ministro da Casa Civil está no Ministério da Economia para discutir a reforma da Previdência, que deve ser apresentada a Bolsonaro na semana que vem

Onyx leva bombons para Guedes: "é para adoçar a nossa vida"

Onyx leva bombons para Guedes: "é para adoçar a nossa vida"

Onyx leva bombons para Guedes: "é para adoçar a nossa vida"

Valter Campanato/Agência Brasil 12.11.2018

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, levou uma caixa de bombons para a reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes. Eles tratarão da reforma da Previdência no encontro e Onyx foi questionado na entrada se a proposta seria fechada ainda nesta terça-feira (8). 

— Calma, primeiro vamos para o bom humor. Estou trazendo aqui um conjunto de bombons para o Paulo Guedes, para adoçar a nossa vida.

Questionado se os ministros iriam "fazer as pazes", ele disse:

— Nunca teve briga. É apenas uma gentileza. 

Especificamente sobre a reforma da Previdência, o ministro não adiantou pontos fechados, disse apenas que o objetivo é apresentar uma proposta de reforma da Previdência ao presidente Bolsonaro no início da próxima semana. 

— Vamos dar continuidade ao que a equipe vem fazendo desde o processo de transição. Concluída a análise de hoje, muito provavelmente no início da próxima semana, será apresentado ao presidente da República para que ele, antes ainda da viagem a Davos, possa fazer a escolha dos caminhos e depois vamos fazer a finalização dela e discutir entre nós a estratégia para a apresentação. 

Onyx não respondeu se a idade mínima será mesmo de 62 anos para homens e 57 anos para mulheres, como Bolsonaro disse na semana passada e nem se o tempo de transição será de dez anos, mais curto do que o inicialmente proposto pela equipe de Michel Temer. 

— Está tudo em aberto, sendo discutido [sobre transição de dez anos]. Vamos preparar até o fim de semana para poder apresentar ao presidente na próxima semana. Sempre uma fala do presidente [sobre idade mínima] tem muita força e o presidente Bolsonaro é uma pessoa que tem uma capacidade muito grande de sinalizar caminhos. Quando ele falou, comentamos, ele queria mostrar o que a gente vem dizendo a ele. Que vamos construir uma proposta humana e respeitando o direito das pessoas, mas dando condição do Brasil buscar o equilíbrio fiscal e construir um novo caminho para os jovens. Não é justo colocarmos nossos filhos e netos num sistema que não consegue nem nos manter.