R7 Planalto Oposição pede que TCU suspenda pagamento de emendas RP9

Oposição pede que TCU suspenda pagamento de emendas RP9

Emendas foram criadas em 2020 e segundo denúncia publicada pelo O Estado de S. Paulo foram usadas para "orçamento paralelo"

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

Oposição na Câmara pede que TCU suspenda pagamento de emendas RP9

Oposição na Câmara pede que TCU suspenda pagamento de emendas RP9

Najara Araújo/Câmara dos Deputados

A oposição na Câmara dos Deputados pediu ao TCU (Tribunal de Contas da União) a suspensão dos pagamentos de emendas parlamentares da modalidade RP9. O pedido faz parte da representação enviada na manhã desta terça-feira (11) pelos líderes que pede a abertura de investigação sobre o suposto "orçamento paralelo", conforme denúncia publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo neste final de semana.

O Ministério Público também já pediu abertura de investigação do suposto orçamento paralelo do governo federal para ampliar a base de apoio no Congresso. O indício é de manejo de R$ 3 bilhões em emendas, boa parte delas destinada à compra de tratores e equipamentos agrícolas com sobrepreço, por meio das emendas RP9.

O presidente Jair Bolsonaro nega a existência do orçamento paralelo. 

A suspensão do pagamento das emendas RP9 é pedida de forma cautelar pela oposição enquanto durar a investigação ou "até que um sistema de informações transparente das indicações seja disponibilizado, uma vez que não se sabe e não se consegue saber quem indicou os beneficiários". 

O pedido é assinado pelo líder da oposição, Alessandro Molon (PSB-RJ), e pelos líderes da minoria, deputado Marcelo Freixo (Psol-RJ), do PT, do PDT, do PSB, do Psol, do PCdoB e da Rede. 

Últimas