R7 Planalto Pacheco e Lira cobram informações sobre vacina de Pazuello

Pacheco e Lira cobram informações sobre vacina de Pazuello

Presidente do Senado encaminhou ofício, assinado também pelo presidente da Câmara, pedindo cronograma em até 24 horas

  • R7 Planalto | Mariana Londres, de Brasília

O ministro Eduardo Pazuello ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, em sessão em fevereiro

O ministro Eduardo Pazuello ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, em sessão em fevereiro

Waldemir Barreto/Agência Senado-11/02/2021

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), encaminhou nesta terça-feira (9) um ofício ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, cobrando informações sobre o cronograma da vacinação contra o coronavírus no Brasil. 

O ofício, assinado pelos presidentes do Senado e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), estabelece um prazo de 24 horas para que as informações sejam prestadas. Os presidentes questionam se houve alterações no cronograma de vacinação apresentado na semana passada aos senadores e fazem perguntas sobre produção e distribuição dos imunizantes. A justificativa para as informações é para que "as Casas do Congresso Nacional possam adotar as providências cabíveis no combate à pandemia".

Cinco perguntas foram enviadas. Os presidentes da Câmara e do Senado querem saber: 

1. Se o cronograma de vacinação apresentado pelo secretário executivo da pasta no Senado em 4 de março está mantido.  

2. Na hipótese de haver ocorrido modificação no cronograma apresentado aos senadores, qual será o novo calendário de vacinação para o ano de 2021?

3. Em caso de alteração, quais foram as razões para as alterações ocorridas e quais os principais obstáculos enfrentados neste momento para que o cronograma vigente seja cumprido?

4. O Ministério possui informações a respeito do Cronograma de produção nacional de vacinas pela Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ e pelo Instituto Butantan? Em caso afirmativo, quais seriam as datas para o envio de vacinas, pelas referidas instituições, ao Governo Federal?

5. A respeito da aquisição de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), há calendário para sua aquisição, por parte do Governo Federal, de outros países? Há risco de falta dos referidos insumos? Quais os maiores entraves que o Ministério tem visualizado para a sua aquisição e importação?

Últimas