CPI da Covid

R7 Planalto Pasternak alerta CPI sobre medidas para evitar novas pandemias

Pasternak alerta CPI sobre medidas para evitar novas pandemias

Pesquisadora da USP (Universidade de São Paulo) fala sobre aquecimento global, consumo de carne e invasão de espaços

  • R7 Planalto | Plínio Aguiar, do R7

Na imagem, pesquisadora Natalia Pasternak (USP)

Na imagem, pesquisadora Natalia Pasternak (USP)

Jefferson Rudy/Agência Senado - 11.06.2021

Em depoimento à CPI da Covid, a microbiologista e pesquisadora da USP (Universidade de São Paulo) Natalia Pasternak alertou nesta sexta-feira (11) sobre medidas que podem prevenir novas pandemias mundiais.

“Eu vejo muita preocupação, inclusive internacional, em montar sistemas de vigilância epidemiologias, e isso é essencial, precisa acontecer, mas não é a única medida para prevenir novas doenças emergentes”, disse.

“Se a gente continuar explorando o planeta dessa maneira predatória, nós vamos esbarrar em novos reservatórios de doenças, de que novos patógenos que pulem de reservatório animal para humanos de uma maneira muito simples. Não é por acaso que a gente teve tantas gripes que vieram com intermediários de animais de criação, como a gripe suína, aviária. São vírus que vieram da natureza e que, por passarem por um intermediário, conseguiram se adaptar até infectar as nossas células, e aí está feito a pandemia”, acrescentou.

Na sequência, a pesquisadora da USP alertou para medidas que também são eficazes para conter epidemias ao redor do globo. “Precisamos de medidas preventivas ambientais, que é reduzir o nosso espaço, porque a gente invade espaços de animais silvestres que podem ser reservatórios de doenças, parar de esquentar o problema, porque prolifera espécies de mosquitos que podem ser transmissores de doença e originar novas pandemias. Repensar o consumo de carne, porque a criação de animais confinados, porque é um belo de um gatilho para proliferação de doenças que depois podem chegar em nós”, informa.

Últimas