STF

R7 Planalto "Pazuello se esconde", diz vice-presidente da CPI da covid-19

"Pazuello se esconde", diz vice-presidente da CPI da covid-19

Ministro Ricardo Lewandowski concedeu habeas corpus ao ex-ministro da Saúde para ficar calado em depoimento no dia 19

Na imagem, ex-ministro Eduardo Pazuello

Na imagem, ex-ministro Eduardo Pazuello

Ueslei Marcelino/Reuters - 16.12.2020

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI da covid-19, afirmou nesta sexta-feira (14) que o ex-ministro da Saúde “Eduardo Pazuello, lamentavelmente, se esconde atrás de um habeas corpus”.

“O senhor Eduardo Pazuello, lamentavelmente, se esconde atrás de um habeas corpus. Respeitaremos seu direito. E tenha a certeza de que não será apenas seu depoimento o meio que buscaremos para obter a verdade”, afirmou Randolfe.

“Recebemos a decisão do STF com serenidade e tranquilidade. Somos aqueles que decisões judiciais, mesmo quando contraditam a nossa vontade, devem ser respeitadas, e é assim que deve funcionar em uma democracia”, completou.

STF
O ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal), concedeu habeas corpus preventivo ao ex-ministro da Saúde para o depoimento à CPI, marcado para a próxima quarta-feira (19).

Pazuello é apontado como o principal alvo da CPI. Na ação, a AGU (Advocacia-Geral da União) pediu que seja garantido o direito ao silêncio, no sentido de o ex-ministro não produzir provas contra si mesmo, e de somente responder às perguntas que se refiram a fatos objetivos, o eximindo da emissão de juízos de valor ou opiniões pessoais.

Além disso, o habeas corpus garante o direito de Pazuello ser acompanhado por advogado e de não sofrer quaisquer ameaças ou constrangimentos físicos ou morais.

Últimas