R7 Planalto PDT tenta reverter votos para derrubar PEC dos Precatórios

PDT tenta reverter votos para derrubar PEC dos Precatórios

Líder do partido na Câmara, Wolney Queiroz (PDT-PE) pôs o cargo à disposição mas não deve deixar a liderança 

  • R7 Planalto | Mariana Londres e Sarah Teófilo, do R7, em Brasília

O presidente do partido, Carlos Lupi

O presidente do partido, Carlos Lupi

Renato Costa/Freme Photo/Folhapress 10.10.2018

A cúpula do PDT, partido que vive uma crise após a votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, trabalha para reverter os votos favoráveis dentro da legenda, na tentativa de derrubar a matéria em segundo turno.

A PEC foi aprovada em primeiro turno na madrugada de quinta-feira (4) com margem apertada de apenas quatro votos além do necessário para a aprovação. Dentro do PDT, 15 dos 24 deputados votaram a favor após acordo que garantiria o pagamento dos precatórios devidos aos professores e viabilizaria o Auxílio Brasil, uma nova formatação do Bolsa Família.  

O presidente da legenda, Carlos Lupi, comanda as conversas e tem tentado aparar as arestas. Ele evita responsabilizar os líderes Wolney Queiroz (PDT-PE) e André Figueiredo (PDT-CE) pela crise. "Os líderes, com boa intenção, tentaram diminuir o impacto negativo da proposta, mas não avaliaram que era um cheque em branco para o governo. Mas votação em dois turnos é assim. A hora da votação nos pegou de surpresa e estamos trabalhando para reverter os votos", afirmou.

Com a crise instalada e a candidatura do pedetista Ciro Gomes à Presidência em suspenso, o líder na Câmara, Wolney Queiroz, pôs o cargo à disposição do partido. Ele, no entanto, recebeu solidariedade da bancada e deve permanecer na liderança. Na próxima terça-feira (9), a legenda se reúne em Brasília, antes da votação da PEC em segundo turno.

O deputado Pompeo de Mattos (RS), um dos vice-líderes do PDT, acredita na mudança de orientação da sigla antes do segundo turno. “Nos posicionamos contra a PEC desde o começo. É complicado uma mudança de posição de última hora. Em que pese a PEC pudesse ter evoluído, ela continua sendo uma PEC que dá calote no credor”, disse Pompeo.

O mesmo movimento ocorre dentro do PSB, outro partido de oposição que deu dez votos à PEC. O presidente nacional do PSB, Carlos Roberto Siqueira de Barros, afirmou na quinta-feira (4) que a legenda vai trabalhar para reverter os votos dos deputados que foram favoráveis à proposta.

Últimas