PF realiza busca e apreensão na casa de jornalista bolsonarista

Oswaldo Eustáquio, preso e investigado pelo STF no inquérito que apura o financiamento de atos antidemocráticos no país, nega envolvimento

Na imagem, Oswaldo Eustáquio

Na imagem, Oswaldo Eustáquio

Reprodução/YouTube -

A PF (Polícia Federal) cumpriu nesta sexta-feira (3) mandado de busca e apreensão na casa do jornalista Oswaldo Eustáquio.

Eustáquio foi preso no dia 26 de junho sob o risco, argumentado pela PF, de sair do país. O jornalista é investigado no inquérito aberto pelo STF que apura o financiamento de atos antidemocráticos no país.

Leia mais: Moraes, do STF, prorroga prisão de jornalista bolsonarista

A defesa do investigado, advogado Ricardo Vasconcelos, informou por meio de nota que acompanhou a realização do mandato e “reitera a liberação do jornalista Oswaldo Eustáquio, visto que a demasiada extensão temporal de sua custódia pode abrir um precedente perigoso”.

O jornalista negou em depoimento à PF ter propagado mensagens antidemocráticos, mas confirmou sua participação nesses atos fazendo cobertura jornalística e que não defende intervenção militar, mas “intervenção popular, pelo voto”.

A prisão de Eustáquio foi prorrogada pelo ministro Alexandres de Moraes, do STF, no último dia 30 e vence no próximo domingo (5).