R7 Planalto Por 4 a 1, turma decide manter Lula preso no primeiro habeas corpus

Por 4 a 1, turma decide manter Lula preso no primeiro habeas corpus

Segunda Turma analisa agora o segundo pedido de liberdade da defesa. O primeiro, rejeitado, questionava decisão do STJ. O segundo questiona Moro

Por 4 a 1, turma decide manter Lula preso no primeiro habeas corpus

Por 4 a 1, turma decide manter Lula preso no primeiro habeas corpus

Por 4 a 1, turma decide manter Lula preso no primeiro habeas corpus

BBC NEWS BRASIL

Com os votos dos ministros Edson Fachin, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Cármen Lúcia, a Segunda Turma do STF  rejeitou o um dos pedidos da defesa de liberdade ao ex-presidente Lula.

Com placar de 4 x 1, apenas o ministro Ricardo Lewandoski votou pela liberdade do ex-presidente, preso desde abril do ano passado em Curitiba. 

Para Gilmar Mendes, a decisão monocrática de Felix Fischer foi depois remetida ao colegiado, não caberia impugná-la. Apesar disso, no início da sessão ele recomendou a soltura imediata de Lula

A turma começa agora a julgar um segundo pedido de liberdade. 

Os dois habeas corpus que os ministros da Segunda Turma analisam nesta terça-feira são: o que questiona a atuação do relator da Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Felix Fischer. No segundo é apontada a suspeição do ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante o processo no qual o ex-presidente foi condenado pelo tríplex do Guarujá.